Guia de Auto Ajuda

Wednesday, August 09, 2006

Auto-hipnose na cura das doenças

Auto-hipnose na cura das doenças



Muitas pessoas recorrem à auto-hipnose para se curarem de males físicos ou psicológicos (como fobias, ansiedade etc). Esta procura é plenamente justificada nos resultados eficazes que se pode obter em curto espaço de tempo. (A literatura médica é farta de casos onde este tipo de hipnoterapia propiciou resultados fantásticos que muitas vezes ultrapassaram às expectativas dos próprios médicos.)

O fato destes "milagres" acontecerem, entretanto, tem uma explicação muito simples: é que as pessoas que recorrem à auto-hipnose, de um modo geral, estão "definitivamente" dispostas a se curarem e esta "disposição" é meio-caminho andado para a cura. Qualquer médico sabe disso.

A auto-hipnose tem se mostrado, ao longo dos anos, comprovadamente eficaz como terapia coadjuvante para dezenas de patologias, desde os casos simples (como insônia, por exemplo) até os casos mais graves. O estado de relaxamento obtido pela auto-hipnose permite a ativação dos complexos metabolismos do corpo humano, reduz imediatamente os estados de ansiedade e nervosismo, permite uma melhor oxigenação de todas as células do corpo e, PRINCIPALMENTE, reverte o estado psicológico da pessoa despertando a vontade de viver, a esperança e a fé. E é este "novo estado psicológico" que realmente leva à cura.

Neurotransmissores (como as endorfinas por exemplo, que propiciam aquele estado de bem-estar intenso e que "recarregam" as nossas forças e nos fazem sentir o "prazer de viver"), são "despejados" generosamente na corrente sangüínea quando obtemos o relaxamento. E muitos destes neurotransmissores exercem função ativa na cura de determinadas doenças.

Por outro lado, também o sistema imunológico é beneficiado pela auto-hipnose. Uma "simples sugestão positiva" pode aumentar, por exemplo, a concentração de imunoglobulina A na saliva e reduzir, desta forma, em 80% a possibilidade de a pessoa contrair uma virose como a gripe, por exemplo.

Disse, logo acima, que a auto-hipnose é capaz de reverter o estado psicológico da pessoa despertando a vontade de viver, a esperança e a fé. E é justamente sobre esta "fé" que eu gostaria de fazer alguns comentários.

Muito se fala sobre "fé", mas no entanto poucas pessoas conseguem entender o seu alcance. O sentimento de "fé" não tem nada de místico ou sobrenatural. Sem querer entrar no mérito religioso (não é este o nosso caso) gostaria de lembrar aos leitores que Jung, no início do século, conseguiu provar cientificamente a existência da energia psíquica. Esta energia, que segundo ele pode expandir-se para além do corpo humano e contactar outras formas (ou fontes) de energia, como a cósmica (que nós entendemos como energia de Deus), é responsável pelo equilíbrio de todas as funções do ser vivo. Este "contato" é possível de ser obtido pela auto-hipnose e, desde que obtido, resulta em fé.

Em assim sendo, o "bate e a porta se abrirá" ensinado por Cristo está plenamente justicado cientificamente. Da mesma forma, quando o mesmo Cristo se referiu a fé como um portal dos milagres, simplesmente antecedeu no tempo o que a Ciência viria descobrir quase dois mil anos depois. O sentimento da "fé" pode, de fato, reverter qualquer quadro clínico, independentemente da religião da pessoa. A "fé", contudo, é conseqüência deste contato, é resultado, e não causa. É importante atentar para isso antes de dizer "eu não tenho fé". Guarde isso: "a pessoa ora para ter fé, e não porque tem fé. A fé é o resultado da sua oração, não sua causa".

Lembre-se do que Goethe afirmou: "quando a pessoa assume um compromisso definitivo consigo mesmo, a Providência também passa a agir". De fato, ao "decidir se curar", a pessoa canaliza sua energia para este "portal" (que todo ser humano tem) e através dele passa a receber também toda a energia cósmica necessária para o equilíbrio das suas funções orgânicas e a saúde é restabelecida. A auto-hipnose é apenas um recurso que permite este "contato" entre a energia humana e as energias cósmicas. E, se bem não fizesse, creiam que também mal não faria.

Já não há mais dúvida para os cientistas que o "emocional" (os sentimentos) da pessoa exercem grande influência sobre seu organismo. Sentimentos de ódio, medo, ira, inveja e ressentimento podem deflagrar patologias das mais diversas, que vão desde uma simples insônia até úlceras gastrointestinais ou mesmo câncer. Através da auto-hipnose a pessoa pode "reformular" seu emocional - inclusive libertando-se do ressentimentos, que dos sentimentos negativos é o que mais corrói o organismo.

Ao formular sugestões do tipo "amo todas as pessoas e perdôo a todos os que me fizeram algum mal", a pessoa "destranca" imediatamente o seu portal dos milagres. (Talvez tenha sido por isso mesmo que Cristo fundamentou sua doutrina em apenas duas palavras: amor e perdão.) Nada muito complicado, não é mesmo?


Como fazer suas formulações

As formulações auto-hipnóticas para restabelecer a saúde devem ser curtas, de fácil memorização e devem se prestar à repetição sistemática e contínua várias vezes por dia em estado normal (não-hipnótico).

Faça sugestões como as seguintes:
1 - Estou a cada dia, melhor! Meu organismo está funcionando maravilhosamente bem!
2 - Em qualquer lugar e sob qualquer condição, estou sempre bem!
3 - Estou me sentindo forte, saudável e feliz!
4 - Meu (citar o órgão ou sistema deficiente) está funcionando muito bem!
5 - Estou ótimo! Estou me sentindo muito bem! Todo meu organismo está funcionando muito bem! Estou definitivamente curado!

Observação importante: não faça jamais formulações negativas, ou seja, aquelas onde você diz "não estou doente", "não sinto dor" etc. As formulações devem ser positivas: "estou bem", "meu estômago está ótimo" etc. A pessoa que gagueja, por exemplo, não deve dizer "não vou mais gaguejar!". Deve dizer simplesmente: "diante de qualquer pessoa, falo calma e fluentemente!"

As formulações devem significar o que você realmente quer, o "resultado final", não os "estados intermediários". É por isso que você não deve dizer "estou me curando", mas sim "estou curado". O seu destino não é o que vem pela frente, mas o que ficou para trás. E o que fica para trás é sempre o "presente". Tudo o que você afirmar que está acontecendo AGORA será o seu destino DEPOIS.

Toda doença é frágil e inconsistente. O que dá dimensão à doença é a postura do doente. Se a pessoa "assume uma postura saudável" e reduz a importância da doença ao nível das "coisas insignificantes", ela será insignificante. Se você achar que um "calo" é mal terrível, assim ele será, com todas as conseqüências que uma coisa terrível pode gerar na sua vida.

Aprenda isto: "a doença tem sempre a dimensão que doente atribui". Não é o médico que define a gravidade da doença, é o paciente. Se você sofre de algum mal - seja ele qual for - reduza a importância dele! Cuide-se, tome os remédios receitados, siga os conselhos médicos, PORÉM, não valorize a sua doença! Ela é SEMPRE menor do que a sua VONTADE. Você é dono do seu corpo, logo é você quem decide sobre a importância que ela deve ter. Este é um direito seu!

Portanto...
abra os olhos...
olhe em volta...
e sorria!!!

Sorrir, é um remédio irresistível! Não há mal que resista a um sorriso. E sabe por quê? Porque quando você sorri, Deus também sorri! E nada pode ser mais forte do que uma parceria assim: VOCÊ e DEUS! Esta é uma dupla IMBATÍVEL! Creia nisto!

"O sorriso é um remédio genial. Quando a pessoa sorri (mesmo diante da dor) canaliza grande quantidade de energia vital para suas células. Por ser "expressão de felicidade", o sorriso tem propriedades curativas. É por isso que a pessoa que sorri com insistência raramente fica doente e, quando fica, cura-se com facilidade. O subconsciente "interpreta" o sorriso como um sinal de que "tudo está bem". E se tudo está bem, o organismo funciona como se tudo estivesse bem. Tudo muito lógico e natural."
Dr. Edward Banks/médico

"Minha primeira preocupação quando recebo um paciente no meu consultório é fazê-lo sorrir. Se conseguir isso, certamente ele será curado."
Dr. Joseph Bauer/médico

0 Comments:

Post a Comment

<< Home